Misticismo

Em todas as culturas e religiões podemos ver pequenas seitas, ligadas à mistérios, onde os cultos são secretos, há rituais de iniciação, há diferentes níveis titulares de progresso para cada assecla, dentre outras definições. Essas religiões de mistérios mais conhecidas do mundo antigo eram gregas. Misticismo é um tipo de religião que enfatiza a esperiência mística com uma divindade, ou com um grupo de divindades.
Uma experiência mística é como um encontro direto com a divindade, com a verdade, com alguma força ou outras realidades. Essas sociedades eram fechadas para que o conhecimento não fosse banalizado, e assim somente aqueles que tinham senso crítico podiam ser iniciados. Muito sobre os antigos cultos místicos helénicos, infelizmente, foram perdidos, mas lembrem-se que não precisa ser adepto de um  desses cultos para ser dodecateísta e seguir os Deuses.

Mistérios de Samotrácia

Na ilha grega de Samotrácia, havia um grande e complexo santuário de um número limitado de Deuses onde praticava-se uma famosa seita iniciática do antigo mundo grego. Era no Santuário dos Grandes Deuses da Samotrácia. Filipe II, rei da Macedónia se iniciou nesses mistérios e declarou o santuário como santuário nacional da Macedónia. O santuário e os mistérios eram conhecidos por muitos povos, principalmente romanos.
Cultuava-se no santuário certos Deuses Ctônicos, cuja identidade era enigmática, essas divindades ficaram conhecidas como "Grandes Deuses". Culatuava-se uma Deusa-Mãe associada à Cibele, ou à Ceres (Deméter), cujo nome enigmático era Axiéros, sua imagem era de uma mulher sentada com um leão ao seu lado. O consorte dessa Deusa-Mãe era um Deus associado à Hermes, cujo nome enigmático era Kadmylos. Cultuáva-se também Plutão com o nome de Axiokersos e Proserpina com o nome de Axiokersa, com um mito parecido com o de Elêusis, porém nãso tão cultuados quanto em Elêusis. Cultuáva-se também Vênus e Hécate, ambas identificadas com o pseudônimo de Zerynthia. E também eram cultuados os criadores do mistérios, os irmãos Dardanos e Éetion, e também o culto do casamento de Cadmos e Harmonia.

Parte do Santuário dos Grandes Deuses
O santuário era aberto a todos que quisessem cultuar os Deuses, porém os ritos e mistérios eram reservados apenas aos iniciados. Um grande festival aberto a todos ocorria no mês de julho, onde encenavam o casamento de Cadmos e Harmonia, identificado muitas vezes como o culto à Plutão e Proserpina. Muitas oferendas votivas eram feitas e armazenadas numa cripta próxima ao grande altar.
Havia dois graus de iniciação, porém apenas um era necessário e obrigatório para fazer parte dos mistérios. Qualquer um podia participar, homens e mulheres, velhos e crianças, escravos e nobres, gregos e bárbaros. Na primeira etapa do ritual de iniciação, escrituras sagradas e símbolos são mostrados ao iniciado, diferentes símbolos para cada iniciado. Essa revelação tinha que permanecer secreta por parte do iniciado. Com isso, o iniciado obtinha privilégios, como boa sorte, proteção no mar e um destino melhor depois da morte. Durante o primeiro grau o iniciado recebia muitas revelações místicas por meio de misteriosos rituais, preces, e libações grupais.
No segundo grau, o iniciado tinha que confessar todos os seus erros enqunto era interrogado. Depois de ser absolvido pelo mestre, o iniciado ia ao épopteion (lugar de contemplação), onde era purificado e fazia-se sacrifícios. Depois ele era conduzido aos fundos do prédio, onde o mestre recitava liturgias e apresentava-lhe símbolos.

Mistérios de Elêusis

Segundo as escrituras, Plutão capturou Proserpina, filha de Ceres, porque queria que ela se casasse e vivesse com ele no Submundo. Ceres ficou tão triste que deixou de interagir com os martais, ajudando-os com a colheita (Ceres é Deusa da agricultura). Houve fome e mortes freqüentes, até que Júpiter, rei dos Deuses, mandou seu irmão, Plutão devolver Proserpina à sua mãe. Porém, Proserpina havia comido sementes de romã no Submundo, quase transformando-a em uma Deusa Ctônica (do Submundo), mas também não deixava de ser apenas sementes. Júpiter então propôs que Proserpina ficaria desde então seis meses com a sua mãe (período do verão e primavera), e os outros seis meses no Submundo com seu amante (período de inverno e outono).

Este mito representa, além dos ciclos anuais, o ciclo de nascimento, morte e renascimento (reencarnação). Quando Proserpina desce até o Submundo, a vegetação morre e a terra fica infértil (outono). Quando Proserpina volta para o nosso mundo, a vegetação cresce e a terra fica fértil (primavera).
No período que Ceres se entristeceu e deixou o seu trabalho como Deusa da agricultura, ela vagou pela Terra, e foi na cidade grega de Elêusis que a própria Deusa estabeleceu o misterioso culto iniciático das Deusas agrícolas, Ceres (Deméter) e Proserpina (Perséfone). Esse culto influenciou ordens secretas, sobretudo a Rosa-Cruz.


Orfismo

Segundo o mito exclusivo desse místério, Zagreus (antiga encarnação de Baco), filho de Júpiter com Proserpina (sim, Júpiter engravidou a própria cunhada!), foi assassinado e devorado pelos Titãs, Júpiter então os matou com um de seus raios. Das cinzas dos Titãs gerou-se a humanidade errante, porém a humanidade também tem aspecto divino devido às cinzas de Zagreus espalhadas nas cinzas dos Titãs. O coração de Zagreus foi salvo por Mercúrio. O coração então foi dado para a mortal Sêmele comer, e esta então engravida virgem. Logo depois Sêmele dá à luz Zagreus, com a forma de Baco (Dionísio), aquele que conhece os mistérios do êxtase espiritual.

A alma (Zagreus) é divina, porém o corpo (Titãs) aprisiona a alma, destinada então a passar por sucessivas reencarnações, ir evoluindo até atingir um período em que estará livre da carne. Este culto misterioso supostamente foi fundado por Orfeu, um poeta que desceu ao Submundo e retornou. Os praticantes do orfismo adoravam Baco, Proserpina e outras divindades que foram e voltaram do Mundo Inferior. Orfeu tinha origens divinas e conhecia os mistérios da alma. Os cultos iniciáticos e secretos serviam para garantir o desprendimento do ciclo de reencarnação e a comunhão com os Deuses. Esse mistério possuia uma própria mitologia, da criação do Universo, dos Deuses e tudo mais. Eles advertiam também sobre castigos e recompensas depois da morte. Infelizmente muito sobre o orfismo foi perdido. O orfismo influenciou muitas fraternidades secretas actuais.



Devotas de Diana

Diana de Éfeso
As devotas de Diana (Ártemis), eram virgens, feministas e vivam nos bosques, geralmente eram caçadoras. Elas não aceitavam homens, eram extremamente feministas. Nas escrituras mitológicas diz que a Deusa Diana andava cercada de devotas que caçavam com ela.
Na cidade de Éfeso, havia o Templo de Diana, uma das maravilhas do mundo antigo, infelizmente grande parte foi destruida pelos godos. A Deusa lá era cultuada em seus aspectos de maternidade e fertilidade. Lá haviam sacerdotisas feministas e virgens, que praticavam artes mágísticas e afirmavam que a mulher é superior ao homem.
Na região do Lácio, na Itália, também havia um templo à Diana, lá a Deusa era cultuada em seus aspectos lunares e telúricos, e os homens tinham uma participação importante no sacerdócio.

Culto de Baco

Também chamado de Culto de Dionísio, ou Culto Dionisíaco, era um culto secreto baseado na experiência mística a partir do extremo prazer, ou seja, a partir da embriaguês, do sexo e da música (Talvez uma filosofia equivalente a sexo, drogas e rock-in-roll), e também na fé em Dionísio, como entidade libertadora. Alguns estudiosos afirmam que na verdade os cultos eram baseados no êxtase espiritual, e não sexual, pois o êxtase espiritual se confunde com loucura. Eram geralmente mulheres as praticantes do mistério, que se vestiam de aspecto selvagem, com peles de animais e segurando o tirso, um cetro cingido de hera e com uma pinha na ponta. Os cultos eram realizados a noite nas montanhas, pareciam festas, onde tocavam músicas, bebiam muito vinho, dançavam, se soltavam e tranzavam. Mas é claro que também tinham toda uma ordem e liturgia em suas cerimônias.
Uma bacante embreagada e dois sátiros
Quando esses cultos chegaram na Itália, houve mais homens participando dos bacanais. As bacantes (ou ménades) eram devotas à Baco (Dionísio), Deus do vinho, das festas, do prazer.  Segundo os mitos, foi o próprio Deus Baco que fundou esse culto de mistérios durante a seu discipulado na Ásia.
As bacantes, também praticavam a comunhão com o Deus em seus rituais, por meio de um sacrifício animal. Assim como o mito de Zagreus, no qual ele foi dilacerado, as bacantes dilaceravam o animal de modo ritualístico, preparando uma consubstanciação com o corpo de Zagreus e consumindo a carne crua.

Hermetismo

Hermetismo é um conjunto de práticas e teorias criadas por Hermes Trismegisto. Este legendário filósofo, dizem, foi identificado como o Deus Toth no Egípto, E Hermes na Grécia. O hermetismo surgiu no Egipto, mas foi muito valorizado e estudado na Grécia. Muitas sociedades secretas e seus ritos são baseados no hermetismo. Este sistema influenciou bastante a alquimia medieval. É dito que Hermes Trismegisto escreveu 42 textos sobre alquimia, rituais, arquitetura, astronomia, matemática e ciências naturais.
As leis básicas do hermetismo são:

  • Lei do Mentalismo: "O Todo é Mente; o Universo é mental"
  • Lei da Correspondência: "O que está em cima é como o que está em baixo"
  • Lei da Vibração: "Nada está parado; tudo se move, tudo vibra"
  • Lei da Polaridade: "Tudo tem dois polos, tudo têm seu oposto; os extremos se tocam"
  • Lei do Ritmo: "Tudo tem fluxo e refluxo; o ritmo é a compensação"
  • Lei do Gênero: "O gênero está em tudo; tudo tem seus princípios masculinos e femininos"
  • Lei da Causa e Efeito: "Toda causa tem seu efeito"

2 comentários:

  1. Olá. Para que se indentificou com o misticismo e os mistério do helenismo, existe a Ordem 'Aurum Solis". Possuem templos no Brasil.
    http://www.aurumsolis.info/index.php?lang=pt-br.
    Procurem adquirir este livro:Os Arcanos Divinos da Aurum Solis - Usando Os Talismãs do Tarô Para Rituais e Iniciação.
    Exitem diversos rituais para contato com as Divindades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço pouco da ordem mas parece interessante, dizem que absorve um pouco da Golden Dawn. A ordem é discreta ou é mais aberta?

      Excluir