Vulcano

  • Raça: Deus Olímpico
  • Aspectos: Deus do fogo; Deus da forja; Deus da tecnologia; Deus da metalurgia; Deus da matéria inorgânica; Deus do artesanato; Deus da criatividade.
  • Cônjuge: Vênus
  • Filiação: Júpiter e Juno.
  • Descendentes: Perifetes; Eucléia; Eutênia; Eufeme; Filofrósine; Palicos; Cabiros; e alguns mortais.
  • Aliados: Baco; Hélio; Graças; Nereidas; Neptuno.
  • Plantas relaccionadas: Cedro; tifa; centáuria; pimenta; acácia; faia; coriandro.
  • Atributos e símbolos: Martelo; bigorna; fogo.
  • Festival romano:  23 de Agosto.

Vulcano (Hefesto, em grego) é Deus da metalurgia, do fogo, da forja, responsável por muitas armas e atributos de muitos Deuses. Foi ele quem criou Pandora, forjou a Égide de Minerva, as sandálias aladas de Mercúrio, o arco e flechas de Éros, dentre outros atributos. Por nascer coxo, sua mãe, Juno, jogou-lhe para fora do Olimpo, e por nove dias e nove noites ele caiu, até aterrissar no mar, onde a nereida Tétis (não confundir com a titânide de mesmo nome) o criou.
Para se vingar de sua mãe, Vulcano lha fez um trono mágico, que quando ela sentasse, ficaria presa. Juno sentou-se e ficou presa, e os outros Deuses do Olimpo imploraram para que Vulcano voltasse ao Olimpo e desfizesse aquilo. Vulcano se recusou, mas Baco, seu irmão, ofereceu-lhe vinho até ele ficar bêbado. Com Vulcano bêbado, Baco conseguiu levá-lo ao Olimpo.
Segundo os mitos, Vulcano vive num vulcão onde trabalha nas forjas junto com os ciclopes, criando artefactos fantásticos. Ele é o padroeiro dos ferreiros, artesões e pessoas que trabalham em forja.

Vulcano queria se casar, mas ele era feio, coxo e cheio de cicatrizes pelo trabalho na forja. Júpiter consedeu a ele a belíssima Deusa Vênus, para que os outros Deuses fiquem disputando por ela. Vênus aceitou, e com Vulcano se casou, mas ela amava Marte. Vênus nunca amou Vulcano e odiava viver no Vulcão onde ele trabalhava com os ciclopes, odiava todo aquele barulho de metais e calor das forjas. A Deusa então começou a traí-lo com Marte. Hélio, o Sol, que tudo vê, contou a Vulcano o que estava acontecendo, então o Deus do fogo construiu uma finíssima e resistente rede, e quando Vênus novamente se encontrou com Marte, Vulcano os prendeu na rede e levou-os ao Olimpo para serem humilhados. Marte teve que pagar tributo pelo adultério.

Muitas teorias gnósticas consideram Vulcano o mais alto estágio que o Ser pode alcançar. Vulcano é patrono também da criatividade, no qual se relacciona com o fogo. O fogo cria, o fogo transforma. O fogo transmite poder para criar, e também para destruir, por isso os Deuses não queriam dar o fogo aos humanos, pois sabiam que estes deixariam o poder subir à cabeça, gerando discórdia e cobiça entre eles.
Vulcano é o senhor do fogo, e usa este poderoso elemento com responsabilidade, nunca para fazer mal a alguém. O humano só se encontra livre da ganância e da fome de poder quando atinge seu último grau espiritual, quando se torna um espírito altamente evoluído, quando atinge o estágio de "Vulcano".

2 comentários:

  1. EL dios vulcano muy buen blog

    ResponderExcluir
  2. Hino órfico a Héphaistos traduzido do espanhol:

    LXVI. A HÉPHAISTOS

    Incenso, maná de incenso

    Héphaistos de ânimo bruto, vigoroso, incansável fogo que brilha com ígneos resplendores, divindade que traz a luz para os mortais e a gera, de mãos poderosas, eterno artesão. Obrero, porção cósmica, elemento irrepreensível, voraz, que tudo doma, o mais alto de todos, que tudo percorre; firmamento, sol, estrelas, lua, luz pura. Porque todos estes são membros de Héphaistos que se manifestam aos mortais; toda casa, toda cidade e os povos todos são teus, e os corpos dos mortais ocupas, muito venturoso e poderoso. Escuta-me, pois, bem-aventurado, te invoco a piedosa libação, para que sempre ajudes amável a nossos alegres trabalhos; extingue a raivosa loucura do fogo incansável, mantendo a chama da natureza em nossos corpos.

    ResponderExcluir