Fauna

  • Raça: Deusa telúrica
  • Aspectos: Deusa da fertilidade; Deusa da Natureza; Deusa da maternidade.
  • Cônjuge: Fauno
  • Filiação: (Indeterminado)
  • Descendentes: Faunos (seres anímicos da natureza).
  • Aliados: Clóris; Proserpina; Ceres; Cíbele; Saturno; Vênus; Diana; Vesta.
  • Plantas relaccionadas: carvalho; cipreste; azevinho; pinheiro; sândalo; papoula; absinto; arruda; cânfora.
  • Atributos e símbolos: Cornucópia; serpente.

Fauna é a Deusa que mais personifica a Natureza mística. Não sabe ao certo se Fauna é filha ou irmã de Fauno, mas eles mantinham relacção conjugal. Em seu mito, Fauno ofereceu-lha vinho, e a Deusa foi bebêndo a cada vez que ele a oferecia. Fauna ficou bêbada, e Fauno então começou a açoitá-la com um galho de murta (não me perguntem o motivo).
Muitos fazem diferenças entre Fauna e "Bona Dea", porém considero-as a mesma Deusa. Bona Dea, vem do latim, e significa "Boa Deusa", epiteto que Fauna era muito considerada. Junto com Fauno, ela gerou os faunos (sátiros), espíritos da Natureza, com patas e chifres de bode. Fauna, assim como Fauno, também possui dons proféticos, porém só os revela, nos oráculos, para as mulheres.

Seu culto, festejado em 1 de maio (início da primavera boreal) só era comemorado por mulheres, em cerimónias secretas, porém não proibidos. Eram realizados na casa de um magistrado romano. Todas as imagens masculinas da sala eram retiradas ou cobertas. Nessas reuniões secretas eram proibidos falar "vinho" e "murta".

Nenhum comentário:

Postar um comentário